Jejum Intermitente
mmi-clinic-jejum intermitente

O jejum intermitente é muito discutido e, quando realizado de forma correta, pode gerar inúmeros benefícios à saúde. Jejuar significa privar-se voluntariamente da ingestão de alimentos em um determinado período do dia, pode ser realizado em um intervalo de 12 a 24 horas de acordo com o objetivo e capacidade de adaptação de cada indivíduo. 

O Jejum Intermitente é uma das estratégias nutricionais que auxilia no processo de perda de peso, no retardo do envelhecimento, melhora do foco e concentração e aumento da saciedade devido a redução da quantidade energética consumida diariamente e pela restrição do consumo alimentar a um período do dia. Existem 4 protocolos para o Jejum Intermitente e o mais básico e aderido pela população é o protocolo de restrição da ingesta alimentar de 12 a 14 horas entre o jantar e o café da manhã.

Como o organismo precisa de tempo para remover resíduos e regenerar as células, a estratégia de jejum intermitente é ideal, já que associado a uma alimentação saudável com o consumo em quantidades adequadas de frutas, legumes, fontes de gorduras boas, proteínas e carboidratos ricos em fibras, realiza a limpeza de substâncias tóxicas ao organismo e garante energia celular a todos os órgãos. Além disso, auxilia na perda de peso por melhorar a microbiota intestinal e regular a produção hormonal, principalmente do hormônio do crescimento, relacionado com a perda de gordura corporal.

À medida que há exposição ao estresse excessivo associado ao consumo de “fast food”, toxinas e um sono não reparador, o processo inflamatório é ativado junto com a produção dos radicais livres, substâncias que agridem as células do corpo, aceleram o envelhecimento e promovem doenças. Esta inflamação e os elevados níveis de estresse acabam diminuindo durante a prática de jejum intermitente e resultam no aumento da expectativa de vida, há a melhora da sensibilidade à insulina por diminuir os níveis de insulina no sangue e, consequentemente, reduz os riscos para Diabetes e outras doenças crônicas não transmissíveis.