Você conhece o implante hormonal de gestrinona?
Você conhece o implante hormonal de gestrinona

A gestrinona é um hormônio sintético usado no tratamento da endometriose e da miomatose, doenças do útero. O composto tem efeito anabolizante e promove a proliferação de células sanguíneas, sendo por isso também utilizado no tratamento da anemia. Outras patologias que pioram por conta do estrogênio respondem bem à gestrinona, especialmente doenças das mamas.

            Sob a forma de implante, a gestrinona, assim como outros implantes hormonais, oferece a vantagem de não sofrer efeito de metabolização pelo fígado, conseguindo inibir a ovulação e a menstruação.

            A gestrinona, além das indicações tradicionais para a endometriose e a miomatose, é indicada também para o tratamento da TPM, da adenomiose, da hipertrofia uterina, da baixa da libido, da perda de massa muscular e da massa óssea, revertendo, quando associada ao estrogênio, a osteopenia ao fim de alguns meses.

            Os efeitos colaterais da gestrinona são mais observados nas mulheres jovens e podem incluir queda de cabelo e aumento de oleosidade na pele.

            Apesar de seu uso ter sido feito de forma indiscriminada sobretudo para melhora estética, diminuição de gordura corporal e aumento de massa magra em mulheres, sendo desta forma inadequadamente chamado de “chip da beleza”, ela ainda é uma opção de grande valia no tratamento de doenças específicas ou mesmo como método contraceptivo.

            Além disso, outras vantagens do implante não absorvível de gestrinona incluem o controle de dose, a segurança e a praticidade.

Por Dr. Felipe Cezar Dias CRM-PR 34055