Óleo de sândalo: uma nova terapia para queda de cabelo
Óleo de sândalo uma nova terapia para queda de cabelo

Novos recursos no tratamento da queda de cabelo são amplamente estudados, tendo em vista o vasto acometimento desta condição na população. Neste sentido, surge uma nova substância capaz de modular o crescimento capilar: o óleo de sândalo.

 

Como se daria a interação?

Para entender qual seria a relação é preciso ter em mente alguns conceitos que remetem à aromaterapia.

A percepção de um aroma ocorre graças à ligação de moléculas a receptores olfativos específicos.

Esses receptores estão localizados principalmente na cavidade nasal, de onde emitem sinais para o cérebro quando são ativados.

Contudo, hoje se sabe que os receptores olfativos são encontrados em outros lugares do corpo e com diferentes funções. Estão localizados, por exemplo, no trato gastrointestinal, na pele e também nos folículos capilares.

Desta forma, o cheiro é capaz de estimular outras percepções e ações no organismo e pode estar diretamente relacionado ao ciclo capilar.

É isto o que se buscou investigar um estudo preliminar.

 

Estudo em relação ao sândalo

O estudo intitulado “Receptor olfativo OR2AT4 regula o crescimento do cabelo humano”, publicado na revista Nature Communications, descobriu que o sândalo sintético (chamado sandalore) pode ter um efeito estimulante em nossos folículos pilosos, o que pode levar a um aumento no crescimento do cabelo.

Ressalva se faz já que este estudo foi parcialmente patrocinado por uma empresa farmacêutica que vende produtos sintéticos de sândalo.

De qualquer forma, a nova descoberta é baseada em uma característica importante dos nossos folículos – o fato deles conterem o receptor olfativo conhecido como OR2AT4.

Pesquisars anteriores já haviam mostrado que o OR2AT4 pode ajudar a induzir a cicatrização de feridas em nossa pele, por exemplo.

Dadas as conexões íntimas entre o crescimento do cabelo e a cicatrização de feridas, a equipe de pesquisa queria explorar se havia uma maneira de facilitar o crescimento capilar.

Primeiro, eles coletaram amostras de couro cabeludo humano doadas por voluntários submetidos a procedimentos de lifting facial. Em seguida, o composto de sândalo sintético (sandalore) foi aplicado nas amostras coletadas.

A conclusão foi que estar exposto ao sândalo sintético pareceu estimular o crescimento das células, uma vez que, não só diminuiu a morte dos folículos pilosos, mas também prolongou a “fase de crescimento” de um ciclo capilar.

Esta é a primeira vez que foi demonstrado que a remodelação de um mini-órgão humano normal (cabelo) pode ser regulada por um odorante simples, amplamente utilizado em cosméticos. E esta é uma maneira estritamente dependente do receptor.

A grande questão é óbvia: essa descoberta pode ser a chave para o planejamento do tratamento para reverter a queda de cabelo?

Ainda é cedo para se ter uma conclusão definitiva, já que outro estudo clínico piloto foi muito pequeno, curto e preliminar, com apenas 20 mulheres voluntárias que receberam sandalore para ser aplicado sobre o couro cabeludo.

Maiores testes clínicos devem começar no próximo anos.

Antes de começar a usar o óleo essencial de sândalo, é preciso salientar que o sandalore que foi estudado é o que normalmente é usado em cosméticos e perfumes, já que o sândalo natural é mais caro e mais sensibilizante (ou seja, pode induzir alergia).

 

Entre em contato conosco e saiba mais.

Dr. Felipe Cezar Dias CRM-PR 34055

Membro da Sociedade Brasileira do Cabelo e da International Dermoscopy Society.[/et_pb_text][et_pb_button button_url=”http://mmiclinic.com.br/artigos/” button_text=”Ver outras postagens” _builder_version=”3.21″ custom_button=”on” button_text_size=”18px” button_text_color=”#000000″ button_border_width=”2px” button_border_radius=”13px” button_font=”||||||||” global_module=”2225″][/et_pb_button][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]