Saiba como identificar se você está com os calorões da menopausa
Saiba como identificar se você está com os calorões da menopausa

Muitas mulheres passam por sensações de calor na perimenopausa e não sabem identificar se estes são os clássicos sintomas que determinam  a menopausa. Mas afinal, como se manifestam esses sintomas?

Ondas de calor são sensações súbitas de calor, geralmente mais intensas no rosto, pescoço e peito. Sua pele pode avermelhar, como se estivesse corando. As ondas quentes também podem causar sudorese e, se você perder muito calor do corpo, gerar calafrios depois.

De fato, as ondas de calor são o sintoma mais comum da transição para a menopausa. A frequência com que as ondas de calor ocorrem varia entre as mulheres, podendo ser de algumas por semana a várias por hora. A boa notícia é que há uma variedade de tratamentos para estas ondas particularmente incômodas.

Sintomas

Durante um “calorão”, você pode ter:

1) Uma sensação súbita de calor se espalhando pela parte superior do corpo e do rosto

2) Uma aparência ruborizada com pele vermelha e manchada

3) Batimento cardíaco acelerado

4) Transpiração, principalmente na parte superior do corpo

5) Um sentimento gelado como o flash quente.

Os flashes quentes podem variar em frequência e intensidade.

Quanto tempo os sintomas duram?

Os sintomas duram geralmente entre 30 segundos e 10 minutos. Em média, os sintomas ocorrem por mais de sete anos. Algumas mulheres as têm por mais de 10 anos.

Quando procurar um médico?

Se as ondas de calor se tornarem particularmente incômodas, considere consultar o seu médico para discutir as opções de tratamento.

Causas

A causa das ondas de calor não é conhecida, mas provavelmente está relacionada a vários fatores. Estes incluem alterações nos hormônios reprodutivos e no termostato do seu corpo (hipotálamo), que se torna mais sensível a pequenas mudanças na temperatura corporal. 

Fatores de risco

Nem todas as mulheres que passam pela menopausa têm ondas de calor, e não está claro por que algumas mulheres as têm. Fatores que podem aumentar seu risco incluem:

– Fumar

As mulheres que fumam são mais propensas a desenvolver ondas de calor.

– Obesidade

Um alto índice de massa corporal (IMC) está associado a uma maior frequência de ondas de calor.

– Etnia

Mais mulheres afro-americanas relatam ondas de calor na menopausa do que mulheres com ascendência europeia. Ondas de calor são menos comuns em mulheres com ascendência japonesa e chinesa do que em mulheres brancas europeias.

Complicações

As ondas de calor noturnas (suores noturnos) podem acordá-la do sono e, com o tempo, podem causar insônia crônica. Há alguma associação com ondas de calor e aumento do risco de doença cardíaca e perda óssea.