Anticoncepcional e queda de cabelo
Anticoncepcional e queda de cabelo

O uso da pílula anticoncepcional é uma faca de 2 gumes quando o assunto é cabelo e pele. Enquanto alguns melhoram a queda e oleosidade, outros pioram os mesmos sintomas. Assim, uma avaliação minuciosa levando em consideração a repercussão ao corpo feminino deve ser feita para se indicar o tratamento mais efetivo com menor risco possível.

De modo geral, o que se mais observa é uma queda após a interrupção dos anticoncepcionais, por conta do efeito antiandrogênico de alguns deles, ou seja, alguns acabam inibindo a ação da testosterona nos fios, uma das causas mais comuns de queda. Outros a base de progestágenos sintéticos, como levonorgestrel (DIU Mirena, cilco 21®), norgestrel, noretisterona e tibolona, podem induzir ou agravar a alopecia androgenética (relacionada a hormônios).

Em contrapartida, a progesterona bioidêntica, natural, é conhecida pelo seu potencial antiandrogênico (inibe a ação do excesso de testosterona), embora com fraca atuação no cabelo.

Por isso, se você tem alguma predisposição à perda capilar, deve escolher um anticoncepcional que diminua os efeitos da testosterona e permita o efeito antiandrogênico (ciproterona e drospirenona). Essa combinação promove o crescimento dos fios por mais tempo, de maneira sinérgica, contribuindo para um cabelo mais espesso e comprido.

Na busca pelas causas e tratamentos para a alopecia, não podemos negligenciar o fato de que os anticoncepcionais possuem repercussão sistêmica (ação em outros órgãos como fígado, sistema circulatório, pele e cabelos). Os efeitos podem ser positivos ou negativos, dependendo das condições de saúde e de cada organismo. Ex:

. Efeitos positivos: Tratamento da síndrome ovário policístico, acne, alopecia androgenética, anticoncepção planejada.

. Efeitos negativos: Hepatite medicamentosa, trombose venosa, tromboembolia pulmonar, cefaléia, náuseas, edema, ganho de peso, queda de cabelo

Dessa forma, uma avaliação criteriosa, sobretudo levando em consideração os riscos e benefícios, e reais causas da queda de cabelo são indispensáveis para se indicar o melhor tratamento, específico para cada caso.

 

Fonte: Clinica Dermatológica Distúrbios Capilares: Conceitos Atuais Em Fisiopatologia, Diagnóstico e Tratamento – Jerry Shapiro

Contraception. 2007 Oct;76(4):306-9. Epub 2007 Aug 28. Hair loss with use of the levonorgestrel intrauterine device. Paterson H et al.

 

Entre em contato conosco e saiba mais.

Dr. Felipe Cezar Dias CRM-PR 34055