Cosmecêuticos que valem a pena investir!
Cosmecêuticos que valem a pena investir

Cosmecêutico, é um termo cunhado pela Indústria para se referir a um cosmético que tem propriedades medicinais ou benefícios semelhantes a medicamentos. Assim, existe uma infinidade de produtos disponíveis no mercado e alguns deles podem ser usados como adjuntos no tratamento do fotoenvelhecimento e rejuvenescimento.

A seguir, listamos algumas substâncias presentes nestes produtos que tem seu benefício de alguma forma comprovado.

 

Retinaldeído

Substância derivada da tretinoína, medicamento largamente estudado, é usada como pilar no tratamento do envelhecimento cutâneo. Tem seus efeitos também comprovados, com o benefício de ser mais bem tolerada. Com concentrações que variam de 0,3% a 0,05% e, sendo um retinóide, tem a capacidade de regular a diferenciação celular e a proliferação.

Age a nível celular reparando as fibras elásticas e as alterações do colágeno induzidos pela radiação. Tem seu metabolismo com consideráveis variações individuais, o que pode explicar a resposta também variada. É considerada, ainda, mais efetiva que a molécula de retinol.

Deste modo, tem aplicações diversas, particularmente, é interessate como produto para área dos olhos, por ser uma pele fina, que muitas vezes não tolera a tretinoína.

 

Ácido Nicotínico (vitamina B3)

O ácido nicotínico e sua derivada nicotinamida, além de atividade antioxidante, também têm ação anti-inflamatória, despigmentante e imunomoduladora. O uso da vitamina B3 mostrou melhorar a textura e a tonalidade da pele, além de reduzir linhas finas e hiperpigmentação. É bem tolerada topicamente.

Esta substância é capaz de alterar a expressão gênica relacionada a assinaturas de inflamação, que são aumentadas durante o envelhecimento da pele. E mais, é um agente capaz de melhorar a barreira cutânea, pois promove a diferenciação epidermal, aumenta a espessura da pele e diminui a perda de água transepidérmica.

É interessante em pacientes com pele sensível e fotoenvelhecimento, e também na forma de hidratantes e spray para pacientes com acne.

 

Vitamina C

A vitamina C é o antioxidante mais abundante na pele. É cofator e estimulador da síntese de colágeno. Contudo, alguns cuidados devem ser seguidos para que seus efeitos biológicos sejam alcançados. Primeiramente, deve-se respeitar o pH de estabilidade da vitamina C (em torno de 3,5) para que penetre na pele. A concentração também importa, níveis ótimos são alcançados entre 10 e 15%. Deve ser preparada em frasco escuro para se evitar a oxidação. E ainda, deve ter odor desagradável, isso indica que está no pH ideal. Formulações com ácido ferúlico parecem aumentar a vida útil da vitamina C.

Seu efeito terapêutico como atenuante de rugas e aumento de síntese de colágeno quando aplicada topicamente ainda necessita de estudos maiores para poder ser comprovado. Contudo, um efeito muito benéfico e comprovado é o de fotoproteção. Acredita-se que a vitamina C previne a queimadura solar em células e diminui o eritema pós-exposição tanto para radiações UVA como para UVB.

É interessante para peles tolerantes antes do protetor solar pela manhã, principalmente no verão.

 

Fonte: J Invest Dermatol. 1994 Dec;103(6):770-4. Topical retinaldehyde on human skinbiologic effectsand tolerance. Saurat JH et al.

J Invest Dermatol. 1996 Aug;107(2):178-82. Extraction of human epidermis treated with retinolyields retro-retinoids in addition to free retinol and retinyl esters. Duell EA et al.

Dermatology. 1999;199 Suppl 1:43-8. Repair of UVAinduced elastic fiber and collagen damage by 0.05retinaldehyde cream in an ex vivo human skin model. Boisnic S(1), Branchet-Gumila MC, Le Charpentier Y, Segard C. Author information: (1)Department of Pathology, Hôpital Pitié-Salpêtrière, Paris, France

Bermudez et al., Nicotinic acid receptor abnormalities in human skin cancer:Implications for a role in epidermal differentiation. PLoS One. 2011;6: 1-10

Exp Dermatol. 2007 Jun;16(6):490-9. A topical lipophilic niacin derivative increases NAD, epidermal differentiation and barrier function in photodamaged skin. Jacobson EL. Et al.

A doubleblind, randomized clinical trial of niacinamide 4% versus hydroquinone 4% in the treatment of melasma. Navarrete-Solis J, Castaned-Cazares J, Torres-Alvarez B, Oros-Ovalle C, Fuentes-Ahumada C, Gonzaled F, MartinezRamierzJ, Moncada B. Dermatol Res Pract. 2011

Int J Cosmet Sci. 2004 Oct;26(5):231-8. Topical niacinamidereduces yellowing, wrinkling, red blotchiness, and hyperpigmented spots in aging facial skin. Bissett DL, et al

J Am Acad Dermatol. 2003 Jun;48(6):866-74. UV photoprotection by combination topical antioxidants vitamin C and vitamin E. Lin et al.

Placzek M, Gaube S, Kerkmann U, et al. Ultraviolet B-induced DNA damage in human epidermis is modified by the antioxidants ascorbic acid and D-alpha-tocopherol. J Invest Dermatol. 2005;124:304-7.

 

Entre em contato conosco e saiba mais.

Dr. Felipe Cezar Dias CRM-PR 34055