Dermatite Atópica e Alergias Alimentares: há relação?

Pacientes frequentemente reportam comidas com fatores que exacerbam a dermatite atópica e eliminam os alimentos que eles assumem ser responsáveis.

Apesar das alergias a alimentos serem reportadas em aproximadamente 40% das crianças com moderada dermatite atópica, a contribuição dessas alergias para doença é questionável.

Porque o diagnóstico de alergia alimentar muitas vezes se encontra na combinação de histórico médico, prick test, concentração específica de IgE no soro e, ainda, testes de provocações orais (muitas vezes impraticáveis clinicamente). Determinar a restrição a um alimento é muitas vezes complicada.

Acredita-se, sim, que para pacientes com dermatite atópica e alergia alimentar comprovada as eliminações podem diminuir a severidade da dermatite atópica, contudo a avaliação com nutricionistas é altamente indicada para evitar deficiências nutricionais e de crescimento. Ademais, alergias alimentares frequentemente se resolvem sozinhas, portanto pacientes devem ser regularmente avaliados para evitar eliminações desnecessárias.

Dessa forma, para pacientes que não têm alergia alimentar comprovada, eliminações na dieta não devem ser realizadas no manejo da dermatite atópica porque não há evidências que sugerem que esta conduta seja vantajosa.

Fonte: J Am Acad Dermatol. 2014 Dec;71(6):1039.e1-1039.e12. Diet in dermatologyPart I. Atopic dermatitisacne, and nonmelanoma skin cancer. Bronsnick T, et al.

Entre em contato conosco e saiba mais.

Dr. Felipe Cezar Dias CRM-PR 34055

 [/et_pb_text][