MMI Clinic
Abrir Fechar

Parece que você está exausto o tempo todo, mesmo depois de ter uma boa noite de sono? Você tem tido problemas persistentes de concentração ou memória? Ou talvez você tenha níveis muito baixos de energia durante a tarde? Se isso descreve como você se sente, você pode estar sofrendo de desregulação de cortisol.

A desregulação de cortisol ocorre quando as glândulas supra-renais se desgastam. Isso geralmente é causado por estresse crônico, e o resultado é que a resposta do seu corpo a qualquer estresse adicional é significativamente limitada.

Atualmente, a desregulação de cortisol não é um distúrbio bem conhecido, e muitos médicos não sabem diagnosticar ou tratar o problema.

Quais são os sintomas da desregulação de cortisol?

Os sintomas da desregulação de cortisol podem incluir:

  • Fadiga persistente apesar do sono adequado;
  • Humor irritável ou ansiedade;
  • Perda de cabelo;
  • Acne facial, especialmente em torno do queixo;
  • Baixos níveis de energia durante a tarde; sendo a noite a hora mais produtiva do dia;
  • Desejos de estimulantes como açúcar, café, chocolate;
  • Desejo por alimentos salgados, gordurosos ou ricos em carboidratos;
  • Diminuição do desejo sexual;
  • Tempo de recuperação prolongado de doença, lesão ou estresse;
  • Perda de memória, esquecimento, dificuldade de concentração;
  • Síndrome pré-menstrual piorada em mulheres;
  • Perda de felicidade e alegria, perda de motivação, sensação de que o esforço extremo é necessário apenas para passar o dia;
  • Resfriados frequentes;
  • Dificuldade em perder peso.

Se você sofre de desregulação de cortisol, você pode ter um ou mais desses sintomas. Os sintomas quase sempre aparecem gradualmente à medida que as glândulas supra-renais se desgastam lentamente ao longo do tempo.

O que causa desregulação de cortisol?

A desregulação de cortisol é um distúrbio que muitos profissionais da área médica conhecem pouco. Eles podem confundi-lo com a doença de Addison, que também é uma disfunção das glândulas supra-renais. Uma grande diferença é que a doença de Addison é geralmente causada por uma resposta auto-imune ou infecção. Os sintomas de desregulação de cortisol, por outro lado, são devidos a:

  • Estresse crônico ou severo;
  • Desregulação do eixo hipotalâmico-hipofisário-adrenal (HPA);
  • Disfunção do sistema nervoso;
  • Mau funcionamento do sistema imunológico;
  • Problemas metabólicos ou deficiências nutricionais.

Quando o corpo é submetido à um estresse excessivo e prolongado, as glândulas supra-renais perdem sua capacidade de responder normalmente. As glândulas, então, não produzem adrenalina, noradrenalina, cortisol e aldosterona em quantidades adequadas. Entre estes, o cortisol é o hormônio mais importante, e sua desregulação causa a maioria dos sintomas de desregulação de cortisol.

O cortisol é um componente central da regulação do açúcar no sangue, da resposta anti-inflamatória e da regulação do sistema imunológico.

Como a desregulação de cortisol é diagnosticada?

Não há um teste único para fazer o diagnóstico de desregulação de cortisol. Seu médico deve primeiro descartar outras doenças. Algumas doenças que podem se assemelhar à desregulação de cortisol são:

  • Anemia;
  • Diabetes;
  • Hipotireoidismo;
  • Fibromialgia;
  • Síndrome da fadiga crônica;
  • Depressão.

Uma das razões pelas quais a desregulação de cortisol geralmente não é diagnosticada é porque os níveis de cortisol no sangue podem ser medidos como normais. No entanto, sob estresse severo e crônico, os níveis de cortisol devem ser elevados em resposta ao estresse. O momento do teste de sangue também faz uma grande diferença.

Os médicos podem medir os níveis de cortisol e DHEA no sangue ou na saliva, mas isso é complicado, já que os níveis variam muito ao longo do dia. A análise sintomática, neste sentido, se torna muito mais relevante.

Como é tratada a desregulação de cortisol?

O tratamento desse distúrbio pode ser desafiador, mas não é impossível recuperar um estilo de vida saudável e vital. As principais categorias de tratamento são:

  • Redução de estresse;
  • Boa higiene do sono;
  • Bons hábitos alimentares;
  • Exercício;
  • Modificação da dieta;
  • Suplementos dietéticos;
  • Remédios herbais;

Em todos os casos, o tratamento deve ser tratado sob os cuidados de um médico experiente, pois cada caso é diferente. O tratamento inadequado pode, na verdade, piorar as coisas. Em um artigo futuro, discutiremos com mais detalhes as opções de tratamento da desregulação de cortisol.

Entre em contato conosco e saiba mais.

Dr. Alexandre Kaue Sakuma CRM-PR 34966.

MMI Clinic

Focamos no equilíbrio fisiológico, enxergando-o como um sistema único. Nesse caminho, contamos com uma equipe interdisciplinar capacitada em um só lugar.

Assine nossa
newsletter

Cadastre-se e receba informações exclusivas, dicas de saúde e muito mais.

    Últimos posts

    5 maiores sintomas do colesterol alto

    4 a cada 10 pessoas possuem colesterol alto no Brasil. Entenda os sintomas do colesterol alto, o que é, tipos, 5 maiores causas, como prevenir e muito mais.

    Emagrecimento Saudável 12 de abril de 2024

    Síndrome metabólica: o que é, causas e como prevenir

    Entenda tudo sobre a síndrome metabólica, uma das condições mais comuns na atualidade. Entenda o que é, suas causas, como diagnosticar e quando se preocupar.

    Emagrecimento Saudável 11 de abril de 2024

    Gordura localizada: principais causas e como tratar

    Você tem dúvidas de como eliminar os “pneuzinhos”? Entenda o que é a gordura localizada, as 5 maiores causas, em quais regiões se concentra e como eliminar.