MMI Clinic
Abrir Fechar

Você sabia que as deficiências nutricionais podem ser a causa mais comum de estados secundários de imunodeficiência em humanos? Uma nutrição subótima associada a uma dieta inadequada, doenças nas quais o estado nutricional é alterado ou ainda uma absorção inadequada de nutrientes podem prejudicar significativamente o sistema de defesa do indivíduo.

            Um elemento particularmente fundamental é o zinco. Dados indicam que, a medida em que o zinco se torna subótimo, seu impacto no sistema imunológico é rápido e extenso, sendo muito maior que o impacto em outros tecidos e órgãos. O zinco está relacionado a ativação e proliferação das células imunes, bem como na produção de moléculas que fazem a comunicação entres elas. Há, ainda, evidências de que a suplementação com zinco reduz o impacto de muitas doenças, pois promove melhora do sistema imune.

            Outra evidência de como o zinco influencia na imunidade são os estados em que uma deficiência crônica de zinco leva a uma verdadeira atrofia de órgãos ligados especificamente a imunidade como o timo. Dessa forma, estudos mostram que em doenças como anemia falciforme, doenças gastrointestinais crônicas, infecções pelo HIV e diarreias em crianças a suplementação de zinco foi fundamental para a reconstituição imune.   

            A senescência do sistema imune pode estar ligada também a deficiência de certos micronutrientes. Mesmo níveis normais de zinco no sangue não excluem a possibilidade de ocorrência de um deficiência marginal de zinco, ou seja, dentro das células. Por isso, é fundamental um acompanhamento médico e nutricional antes de qualquer suplementação, haja visto ainda que altas doses de zinco podem causar distúrbios gastrointestinais e diminuir outros elementos como o cobre.

Referências:

Bogden JD J Nutr Health Aging. 2004;8(1):48-54. Influence of zinc on immunity in the elderly.

Haase HMocchegiani ERink LBiogerontology. 2006 Oct-Dec;7(5-6):421-8.Correlation between zinc status and immune function in the elderly.

Cabrera AJ. Zinc, aging, and immunosenescence: an overview. Pathobiol Aging Age Relat Dis. 2015;5:25592.

Maywald M, Rink L. Zinc homeostasis and immunosenescence. J Trace Elem Med Biol. Jan 2015;29:24-30.

MMI Clinic

Focamos no equilíbrio fisiológico, enxergando-o como um sistema único. Nesse caminho, contamos com uma equipe interdisciplinar capacitada em um só lugar.

Assine nossa
newsletter

Cadastre-se e receba informações exclusivas, dicas de saúde e muito mais.

    Últimos posts

    5 maiores sintomas do colesterol alto

    4 a cada 10 pessoas possuem colesterol alto no Brasil. Entenda os sintomas do colesterol alto, o que é, tipos, 5 maiores causas, como prevenir e muito mais.

    Emagrecimento Saudável 12 de abril de 2024

    Síndrome metabólica: o que é, causas e como prevenir

    Entenda tudo sobre a síndrome metabólica, uma das condições mais comuns na atualidade. Entenda o que é, suas causas, como diagnosticar e quando se preocupar.

    Emagrecimento Saudável 11 de abril de 2024

    Gordura localizada: principais causas e como tratar

    Você tem dúvidas de como eliminar os “pneuzinhos”? Entenda o que é a gordura localizada, as 5 maiores causas, em quais regiões se concentra e como eliminar.