O que é a libido e como potencializar o funcionamento dela no organismo
libido e como potencializar o funcionamento dela no organismo

Libido é o nome dado ao desejo sexual. Especificamente nas mulheres, a testosterona e o estrogênio são os hormônios responsáveis por ela, sendo que o primeiro é produzido nos ovários e glândulas suprarrenais, e o segundo nos ovários.

Como qualquer hormônio, sua ação no organismo é intensa e pode ser alterada por vários fatores, desde os psicológicos como stress e ansiedade, até os físicos, como hábitos alimentares e o uso de anticoncepcionais.

Contudo, desejo sexual, assim como outras questões de saúde, é sinônimo de qualidade de vida, então merece toda atenção e, dependendo do caso, o tratamento adequado.

Causas para redução da libido

Ao se identificar com alguma dessas situações, não hesite em procurar um(a) médico(a), aqui estão listadas algumas das causas para a redução da libido:

  • Anticoncepcionais: pois alteram a dinâmica da ovulação, que ocorre justamente na área principal de produção dos hormônios da libido;
  • Doenças cardíacas: muitas vezes associadas a níveis disfuncionais de colesterol, que também participa da regulação de alguns hormônios;
  • Doenças neurológicas: principalmente as que afetam os níveis de dopamina no cérebro, o que pode comprometer a comunicação do cérebro com os órgãos genitais;
  • Estresse e sono irregular: a falta ou irregularidade do sono pode desencadear maior produção de cortisol, o “hormônio do stress”, e esses altos níveis atrapalham a função da libido;
  • Alimentação inadequada: o consumo desmedido de bebidas alcoólicas, cigarro e a prática de uma alimentação não balanceada comprometem as taxas glicêmicas, que interferem no desempenho da libido no organismo, além de contribuir para o aparecimento de doenças.

Como potencializar

Quando identificamos algo que nos incomoda, ou impede que nosso corpo funcione da maneira que deveria, procuramos tratamentos, e com a libido não deve ser diferente. Confira algumas formas de potencializá-la:

  • Cuide da sua mente: reserve momentos para relaxar, se desconectar do trabalho, e viver pequenos prazeres;
  • Cuide dos seus relacionamentos: e isso vale para os pessoais, considerando a pessoa com que você escolhe se relacionar sexualmente, até o relacionamento em família, com amigos e com você mesmo. Práticas terapêuticas como consultas com psicólogos(as) e analistas, vão ajudar a manter tanto o equilíbrio mental quanto a saúde física.
  • Alimentação e prática de exercícios: ter uma alimentação saudável vai beneficiar todo o seu organismo, dada a ingestão de vitaminas, fibras e minerais que contribuem para o regulamento dos hormônios. E os exercícios estimulam a circulação sanguínea e a disposição.

Para informações mais detalhadas e personalizadas, como tratamentos com a reposição hormonal, por exemplo, você sempre pode contar com a MMI Clinic. O importante é colocar sua saúde sempre em primeiro lugar!