Quais os Nutrientes que afetam a Tireóide
Tireoide e deficiências nutricionais

A tireóide é uma glândula fundamental para o nosso corpo pois está ligada a ativação metabólica de todas as nossas células. Assim, condições que levam a uma diminuição da produção dos hormônios tireoideanos podem gerar aumento de peso, cansaço, tendência ao corpo frio, queda de cabelo e, inclusive, aumento do colesterol. Desta forma, ter em mente quais os nutrientes que afetam diretamente a tireóide é essencial para se garantir o funcionamento ótimo desta glândula.

Iodo

            O iodo é a matéria-prima para a produção dos hormônios da tireóide. O nosso corpo não produz iodo, logo, é essencial que faça parte da dieta. Hoje, a deficiência de iodo é rara graças ao iodo adicionado ao sal de cozinha, mas em algumas regiões do país cerca de 25% da população esta exposta a deficiência deste mineral. Importância especial se dá, ainda, na gravidez, onde a deficiência de iodo está relacionada a distúrbios cognitivos e de crescimento na criança. Estudos mostram que a deficiência de iodo é a causa evitável mais comum de deficiência intelectual no mundo e mesmo uma leve deficiência de iodo durante a gravidez pode estar associada a baixa inteligência em crianças.

Selênio

            O selênio é um micronutriente encontrado na castanha-do-pará e que esta presente proporcionalmente mais na tireóide do que em qualquer outro órgão. Sua função se dá por ser fundamental para moléculas que fazem a conversão do hormônio T4 na sua forma mais ativa, o T3. Além disso, o selênio é capaz de neutralizar moléculas de oxigênio derivadas do peróxido de hidrogênio, que é produzido nas reações de fabricação dos hormônios da tireóide, protegendo, assim, a glândula do estresse oxidativo. Estudos demonstram, ainda, que a suplementação de selênio em pacientes com tireoidite autoimune diminui a concentração de anticorpos anti-peroxidase na tireoide, ou seja, pacientes com processos auto imunes contra a tireoide podem se beneficiar do selênio em concentrações ótimas.

Zinco

            O zinco é um mineral com mais de 100 funções conhecidas e sua interação com os hormônios da tireóide é complexa. É conhecido por regular tanto a fabricação quanto o mecanismo de ação dos hormônios tireoideanos. Evidências científicas mostram que o zinco desempenha um papel fundamental no metabolismo deles, especificamente regulando a atividade de enzimas e hormônios que estimulam a tireóide, bem como modulando as estruturas que “leem” o DNA para fabricar hormônios. As concentrações séricas de zinco também parecem influenciar os níveis séricos de T3, T4 e TSH.

Ferro


            O mecanismo pelo qual o status do ferro influencia o metabolismo da tireóide e do iodo ainda não está claro. A peroxidase da tireóide (TPO) é uma enzima contendo heme que ajuda nas duas iniciais etapas na síntese do hormônio tireoidiano. Uma deficiência de ferro diminui as concentrações séricas de T4 e T3, reduz a conversão periférica de T4 em T3, diminui o metabolismo do T3 (inversão) e pode aumentar a atividade do TSH circulante. Além disso, estudos indicam que em paciente com anemia por deficiência de ferro o tratamento com hormônios tireoideanos melhora significativamente o perfil de células sanguíneas responsáveis pela oxigenação dos tecidos.

            Assim sendo, é de fundamental importância garantir através da dieta ou suplementação os nutrientes específicos para o bom funcionamento da tiroide bem como análise criteriosa de sintomas e exames já que pessoas com auto imunidade ou deficiências são as que mais se beneficiam do tratamento conjunto.

Escrito por Felipe Cezar Dias – CRM/PR 34055

Referências:

O panorama do estado nutricional de iodo no Brasil – SBEM Notícias Online – Maio, 2018

American Thyroid Association (ATA). Iodine Deficiency. https://www.thyroid.org/iodine-deficiency

Ventura M, Melo M, Carrilho F. Selenium and Thyroid Disease: From Pathophysiology to Treatment. Int J Endocrinol. 2017;2017:1297658.

Severo JS, Morais JBS, de Freitas TEC, et al. The Role of Zinc in Thyroid Hormones Metabolism. Int J Vitam Nutr Res. 2019;89(1-2):80-88. 

Soliman AT, De Sanctis V, Yassin M, Wagdy M, Soliman N. Chronic anemia and thyroid function. Acta Bio Med [Internet]. 2017Apr.28

 Hakan Cinemre, Cemil Bilir, Feyzi Gokosmanoglu, Talat Bahcebasi, Hematologic Effects of Levothyroxine in Iron-Deficient Subclinical Hypothyroid Patients: A Randomized, Double-Blind, Controlled Study, The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, Volume 94, Issue 1, 1 January 2009, Pages 151–156