Vitamina D: é tão importante assim?
mmi-clinic-vitamina-d-importante

Hoje em dia, é quase senso comum que a vitamina D faz bem para saúde e porque ela é tão importante assim.

De fato, esta “vitamina”, é na verdade um hormônio com mais de 200 funções para o nosso organismo e há receptores para ela em quase todas as células do corpo, indicando que há ainda mais funções a serem descobertas. 

Mas embora, os benefícios sejam inferidos facilmente, os reais mecanismos sobre seu funcionamento ainda são desconhecidos e crescem também grupos céticos já que somos bombardeados com notícias, muitas vezes  sensacionalistas sobre suas virtudes. 

Acompanhe a seguir, informações reais sobre esta vitamina.

Benefícios comprovados

Saúde dos ossos

O mecanismo mais clássico e comprovado de atuação da vitamina D se relaciona aos ossos. Sabe-se que ela abre canais de cálcio no intestino, estimula a formação de proteína de ligação de cálcio na célula intestinal e, assim, favorece a absorção de cálcio e fosfato do intestino.

Desta forma, as circunstâncias ideais para a mineralização óssea são criadas e ela é essencial para formação de osso.

Adicionar Cálcio a suplementação?

A grande maioria dos estudos que relacionam melhora da densidade óssea com a vitamina D concentra-se em um grupo de risco, as mulheres na menopausa. E eles apontam que há sim uma melhora na redução do risco de fraturas, na associação cálcio + vitamina D.

Já suplementos que possuem apenas cálcio, há indícios que eles estariam ligados a aumento no risco de eventos cardiovasculares, por depósitos de cálcio na parede das artérias e outros mecanismos.

Uma outra alternativa seria adiconar a vitamina K2Mk7, conhecida por não deixar o cácio se acumular nas artérias.

Desta forma, cálcio e vitamina D ou apenas vitamina D melhorariam a saúde dos ossos.

Anti-câncer

A relação da radiação solar com a redução da mortalidade por câncer foi identificada há mais de 60 anos e já foi descrita para diversos tipos de câncer. E essa proteção aparente foi presumida ser mediada pelo efeito da radiação solar no status de vitamina D.  De lá para cá diversos estudos demonstraram benefícios e com grau de evidência elevado.

            O mecanismo pelo qual o status da vitamina pode alterar o desenvolvimento do câncer ainda está sendo delineado, mas o que agora é conhecido pode ser resumido brevemente como segue.

Pelo menos 200 genes humanos contêm elementos de resposta à vitamina D; muitos desses genes codificam proteínas importantes na regulação da proliferação, diferenciação e morte celular.

Quando o nível de vitamina D está abaixo do ideal, essas atividades são prejudicadas. Por exemplo, camundongos com deficiência de vitamina D exibem desenvolvimento e crescimento de câncer aumentado. 

As evidências indicam ainda que a concentração no ambiente que se encontram as células é o determinante crítico da capacidade proliferação celular.

            Uma ilustração possivelmente generalizável de como essa relação opera foi fornecida em um relatório que caracterizou a resposta imune a um estímulo microbiano.

Os primeiros genes expressos nas células de defesa expostos a um fungo foram os genes do receptor da vitamina D.

Na ausência dela no meio, nada mais aconteceu, mas quanda a vitamina D foi adicionada ao sistema, a resposta aumentou de forma dose-dependente e consistiu na expressão dos genes para uma partícula microbicida.

Embora este exemplo se refira especificamente à resposta imune, ele ilustra o papel crítico que as concentrações de vitamina  D no soro podem desempenhar na ativação de várias respostas celulares.

Imunidade

O sistema imune é uma rede complexa e coordenada, assim o mecanismo de ação da vitamina D sobre ele extrapola o escopo deste artigo, mas podemos ter em mente que a consciência de um papel para a vitamina D na regulação da resposta imune foi desencadeada pela descoberta de receptores para ela em quase todas as células imunes.

A alta abundância de receptores para vitamina D em todo o sistema de defesa e sua própria regulação por sinais imunológicos corroboram para um papel importante deste hormônio como controlador da resposta imune.

            Outra notável contribuição da vitamina D reside no fato de conseguir regular células que fornecem uma defesa de primeira linha contra invasores microbianos perigosos. Esta defesa não esta ligada a criação de anticorpos, e sim, a um sistema que nasce com todos os indivíduos.

Outros benefícios e considerações

Outras funções da vitamina D com boa comprovação científica ainda incluem manejo de sintomas depressivos, prevenção de doenças crônicas como Diabetes e associação com maior longevidade.

Assim, é certo que a vitamina D possui diversas aplicações e atua em diferentes locais no organismo, embora ainda sejam necessários maiores estudos para elucidar os mecanismos e dar luz a valores ideais.

            Na MMI Clinic nosso corpo clínico de médicos e nutricionistas está apto a reconhecer e tratar sintomas de deficiência e fazer a suplementação, se indicada, para você ter todos os benefícios da vitamina D e de uma vida saudável.

Escrito por Felipe Cezar Dias – CRM/PR 34055

Referências:

Tang BM, Eslick GD, Nowson C, Smith C, Bensoussan A. Use of calcium or calcium in combination with vitamin D supplementation to prevent fractures and bone loss in people aged 50 years and older: a meta-analysis. Lancet. 2007 Aug 25;370(9588):657-66.

Joan M Lappe, Dianne Travers-Gustafson, K Michael Davies, Robert R Recker, Robert P Heaney, Vitamin D and calcium supplementation reduces cancer risk: results of a randomized trial, The American Journal of Clinical Nutrition, Volume 85, Issue 6, June 2007, Pages 1586–1591,

Schöttker Ben, Jorde Rolf, Peasey Anne, Thorand Barbara, Jansen Eugène H J M, Groot Lisette de et al. Vitamin D and mortality: meta-analysis of individual participant data from a large consortium of cohort studies from Europe and the United States BMJ 2014

Aranow C. Vitamin D and the immune system. J Investig Med. 2011;59(6):881-886. doi:10.2310/JIM.0b013e31821b8755