MMI Clinic
Abrir Fechar

A perda de cabelo é uma preocupação comum para muitas pessoas, e a alopecia é uma condição que pode afetar homens e mulheres de todas as idades. 

Neste artigo, vamos explorar o que é a alopecia, suas causas, sinais, tipos e a importância de buscar tratamento. Boa leitura!

O que é alopecia?

A alopecia, também conhecida como calvície, é uma condição que se caracteriza pela ausência, rarefação ou queda dos cabelos, podendo ser transitória ou permanente e manifestar-se de maneira localizada ou total.

Embora seja mais prevalente em indivíduos do sexo masculino, devido à associação com hormônios sexuais masculinos, principalmente a testosterona, não é rara em mulheres, ainda que se manifeste com menor frequência e intensidade.

Essa condição, que vai além de uma preocupação estética, pode ter diversas causas, desde fatores genéticos até desequilíbrios hormonais, estresse ou condições autoimunes. 

Reconhecer os primeiros sinais de alopecia é crucial para buscar tratamento e atenuar os impactos a longo prazo.

O que causa a alopecia?

As duas causas mais frequentes da alopecia são a hereditariedade e os hormônios masculinos. Ambos desempenham papéis cruciais ao enfraquecer os bulbos capilares, acelerando a queda definitiva dos fios.

Além desses fatores, várias outras razões podem influenciar a alopecia, incluindo:

  • Aplicação exagerada de produtos químicos;
  • Carência de vitaminas e proteínas;
  • Dermatite seborreica;
  • Distúrbios da tireoide;
  • Doenças como diabetes, lúpus e vitiligo;
  • Estresse;
  • Infecções provocadas por fungos ou bactérias;
  • Hábitos compulsivos de arrancar os fios;
  • Traumas na região capilar.

Veja também Queda de cabelo: conheça as causas

Quais são os principais tipos de alopecia?

A alopecia, caracterizada pela perda de cabelo, apresenta dois tipos predominantes: androgenética e areata, cada um com características específicas. A seguir, confira mais sobre cada um.

Androgenética

A alopecia androgenética é uma condição de queda capilar de origem genética que pode afetar homens e mulheres.

Seu impacto geralmente torna-se visível após os 40 ou 50 anos, mas o desenvolvimento da doença tem início na adolescência, quando o estímulo hormonal se manifesta.

Uma das características mais marcantes desse tipo de alopecia é o afinamento progressivo dos fios, que se torna perceptível à medida que a condição evolui. Com o tempo, esse afinamento resulta na perda de cabelos.

Areata

A alopecia areata é uma condição na qual a perda de cabelo ou pelos ocorre resultando em áreas circulares e/ou ovais do couro cabeludo, bem como em outras regiões corporais.

Ao contrário da alopecia androgenética, essa variante é menos frequente e pode se manifestar em qualquer idade. Entre suas possíveis causas, encontram-se tanto fatores genéticos quanto imunológicos.

Quais os principais sinais e sintomas da alopecia?

A alopecia revela sinais distintivos que possibilitam sua detecção precoce, sendo o principal sintoma a queda anormal de cabelo, que pode ultrapassar a marca de 100 fios diários.

Além desse indicador quantitativo, outros sinais incluem o afinamento dos fios e a ausência de pelos em áreas específicas, como na barba.

A queda excessiva de cabelo, muitas vezes visível durante atividades cotidianas como escovação ou lavagem, é um indicativo crucial, principalmente quando ultrapassa a média diária considerada normal.

O que acontece se não tratar a alopecia?

Deixar a alopecia sem tratamento pode agravar a perda de cabelo, tornando-se irreversível se não for abordada precocemente.

A progressão não tratada da alopecia não apenas impacta a estética capilar, mas também pode desencadear complicações emocionais significativas, como a baixa autoestima.

Confira tambémPor que a forma como você trata seu cabelo está fazendo ele cair

Existe tratamento para a queda capilar?

O tratamento da alopecia é altamente variável, dependendo do tipo, causa e gravidade da condição. 

À exceção da queda de cabelo de origem hereditária, nos demais casos, é possível evitar ou retardar a perda capilar, afastando os fatores de risco e introduzindo determinados medicamentos.

Para abordar a alopecia, uma série de tratamentos está disponível, oferecendo opções adaptadas a diferentes necessidades. Dentre eles, destacam-se:

  • Medicamentos orais e tópicos;
  • Suplementos alimentos:
  • Microperfurações no couro cabeludo;
  • Transplantes capilares, em casos mais extremos.

Leia tambémVitaminas prontas funcionam para queda de cabelo?

Confira nosso programa de Cabelos Saudáveis

Acreditamos que uma abordagem integrada tem um papel fundamental na obtenção de resultados significativos e duradouros. Clique aqui e saiba mais sobre esse programa!

Para garantir que cada indivíduo receba a atenção necessária, contamos com uma equipe interdisciplinar dedicada a promover saúde e bem-estar personalizados. 

Agende agora a sua avaliação para descobrir como nossos programas podem atender às suas necessidades e transformar a sua saúde!

MMI Clinic

Focamos no equilíbrio fisiológico, enxergando-o como um sistema único. Nesse caminho, contamos com uma equipe interdisciplinar capacitada em um só lugar.

Assine nossa
newsletter

Cadastre-se e receba informações exclusivas, dicas de saúde e muito mais.

    Últimos posts

    5 maiores sintomas do colesterol alto

    4 a cada 10 pessoas possuem colesterol alto no Brasil. Entenda os sintomas do colesterol alto, o que é, tipos, 5 maiores causas, como prevenir e muito mais.

    Emagrecimento Saudável 12 de abril de 2024

    Síndrome metabólica: o que é, causas e como prevenir

    Entenda tudo sobre a síndrome metabólica, uma das condições mais comuns na atualidade. Entenda o que é, suas causas, como diagnosticar e quando se preocupar.

    Emagrecimento Saudável 11 de abril de 2024

    Gordura localizada: principais causas e como tratar

    Você tem dúvidas de como eliminar os “pneuzinhos”? Entenda o que é a gordura localizada, as 5 maiores causas, em quais regiões se concentra e como eliminar.